Por ti, para ti

Comunicado – Emissão de Cédulas Profissionais

comunicado

V/Ex.ª Directora da Administração Central dos Serviços de Saúde, Doutora Marta Temido,

V/Ex.ª Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Doutor Manuel Heitor,

V/Ex.ª Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Doutor José Vieira da Silva,

V/Ex.ª Ministro da Saúde, Doutor Adalberto Campos Fernandes,

 

A Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (AE-ESTeSC) pede a V.Exa. a melhor atenção ao exposto.

Como de certo é do vosso conhecimento, no ano de 2014 a A3ES aprovou a fusão dos cursos de Análises Clínicas e Saúde Pública com Anatomia Patológica Citológica e Tanatológica; Cardiopneumologia com Neurofisiologia; Radiologia com Medicina Nuclear e com Radioterapia, tendo sido acreditados para, respetivamente, Ciências Biomédicas Laboratoriais, Fisiologia Clínica e Imagem Médica e Radioterapia.

Foi, em 2014, permitido aos alunos que já se encontravam a frequentar os cursos que neste ano se fundiram, realizar a transição para os novos planos de estudos. Com isto, a nossa Associação, representante dos alunos da ESTeSC tem, desde o início deste ano, alunos a terminar as suas licenciaturas nos novos cursos de fusão.

Nas últimas semanas, inúmeros foram os colegas quer recém-diplomados, quer prestes a terminar os seus ciclos de estudos, que se dirigiram à direção da AE-ESTeSC a informar e a revelar preocupação acerca do atraso na emissão das cédulas profissionais correspondentes ao seu grau.

Face ao exposto, vimos por este meio pedir esclarecimentos sobre o atraso que este processo administrativo está a sofrer. Atraso este que tanto está a condicionar a vida profissional de inúmeros colegas quer em Portugal, quer no estrangeiro, tendo sido já impedimento major quer para candidaturas a emprego, quer para aceitação dos mesmos em futuros locais de trabalho.

Entende a direção desta associação e os seus associados, que dois anos volvidos deveriam ser suficientes para que a emissão de cédulas profissionais já fosse possível

também para os novos licenciados dos cursos de Ciências Biomédicas Laboratoriais, Fisiologia Clínica e Imagem Médica e Radioterapia.

Tendo em conta que até ao momento, e pelo que a AE-ESTeSC apurou, nem são emitidas cédulas correspondentes às novas licenciaturas, nem é emitida mais que uma cédula por profissional, apelamos ao bom senso de V. Exª para que sejam, a título excecional e até a situação exposta a cima não ser resolvida, emitidas cédulas profissionais equivalentes às àreas em que as licenciaturas permitem atuar.

A situação relatada está, no entender da AE-ESTeSC, em conformidade com o Despacho 9408/2014; o Despacho 9409/2014 e o Despacho 9363/2014, publicados pelos Gabinetes dos Secretários de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, do Ensino Superior e do Emprego, uma vez que a formação recebida permite exercer em diferentes áreas, não existindo ainda uma única que reconheça a conjugação destas competências, antes ministradas separadamente.

 

O Presidente da AE-ESTeSC

Daniel Matos

  • Ana Carolina

    Será possivel informarem-me como esta a situação dos recém formados nos cursos resultantes da fusao? Sou estudante de IMR e a situacao das cedulas profissionais preocupa-me bastante