Por ti, para ti

Queima das Fitas

“Foi a partir de 1899 que se começou a alicerçar o que, mais tarde, virá a ser a Queima das Fitas, com a realização do “Centenário da Sebenta” que tinha um âmbito crítico de carácter geral e, ao mesmo tempo, particular, já que se protestava contra a exploração dos sebenteiros. A estrutura de tal manifestação confinou- se a cortejos alegóricos e a um sarau. Tratava-se agora de desenvolver esta ideia.

Nos anos seguintes o 4º ano jurídico organiza festas da mesma espécie e introduz um aspecto inovador, o queimar das fitas que se usavam nas pastas e que eram indicadoras da sua condição de pré-finalistas, o que acabou por se transformar num acto simbólico cujo significado assenta no atingir um objectivo próximo: o término do curso.” In www.queimadasfitas.org 

A festa da Queima das Fitas é, por excelência a festa dos estudantes de Coimbra e da população da cidade, sendo igualmente considerada por todos a maior manifestação estudantil que ocorre em Portugal.

Em Maio, durante uma semana que começa obrigatoriamente com a tradicional serenata monumental, o Largo da Sé Velha enche- se de estudantes com as suas capas negras, que obedecendo a memórias já centenárias esquecem os estudos e perdem-se nas noites sem fim.